Arquivo da categoria ‘GERAL’

Mensagem editorial Janeiro 2012

Publicado: 03/01/2012 em GERAL

Gostaria de entrar em 2012 com a esperança de colaborar com meus amigos músicos, especialmente guitarristas, mas não só com estes, fornecendo dicas que talvez sejam mais valiosas pelo seu caráter subjetivo e por serem resultados de experiências pessoais. Pretendo ainda falar muito sobre teoria, sobre técnicas, dar dicas e realizar testes de equipamentos, mas também anseio ajudar com postagens que ajudem meus amigos guitarristas a entrarem um pouco no universo pessoal de outros guitarristas. Neste sentido, qualquer ajuda será bem vinda e espero contar com depoimentos e artigos de guitarristas e outros músicos que se interessarem em enviar seus textos para serem publicados no 4×4 Blogspot.

A identidade dos autores colaboradores será devidamente creditada nos posts e aqueles que quiserem encaminhar seus textos podem fazê-lo por meio do e-mail rcorts@gmail.com. Ao encaminhar sua contribuição o autor assume a responsabilidade da cessão dos direitos de publicação do seu conteúdo, parcialmente ou em sua totalidade para o blog 4×4 Blogspot.

 

 

O Ilusionista

Publicado: 02/07/2011 em Sugestões de filmes

O Ilusionista, com Edward Norton, é um filme que eu sugiro para quem gosta de tramas bem desenvolvidas e excelente atuação.

O filme conta a história de um ilusionista que retorna à cidade de onde partira quando jovem e reencontra a mulher que ama. Mas há um impedimento, ela irá se casar com o príncipe herdeiro. Todavia, quando os dois se encontram o fogo da paixão começa a arder novamente e daí para a frente os conflitos passionais desencadearão uma trama que só um grande mestre pode forjar: o ilusionista.

Vale a pena assistir.

Perto demais conta a história de quatro pessoas que se envolvem em um retângulo amoroso, repleto de traições e instabilidades emocionais. Envolvem-se nesta trama o jornalista de obituários, Dan (Jude Law), a Stripper nova-iorquina, “Alice” (Natalie Portman) – que, de passagem por Londres, conhece Dan –  a fotógrafa Anna (Julia Roberts) e o médico Larry (Clive Owen).

Dan conhece Alice casualmente, em um acidente de trânsito. Posteriormente, ele conhece também Anna, durante um ensaio fotográfico. Nasce uma atração física entre eles, apesar da recuada de Anna ao saber do envolvimento de Dan e Alice. Dan se sente rejeitado e  decide pregá-la uma peça. Ele resolve se passar por Anna em um bate papo sexual na internet e marca um encontro com Larry. Sem querer,  Dan acaba fazendo o papel de cupido. Larry e Anna começam um relacionamento. Durante um vernissage de Anna, na qual Dan, acompanhado de Alice, faz-se presente, os quatro personagens passam a se conhecer, direta ou indiretamente.

Deste ponto em diante o filme desenrola-se com o rompimento dos dois casais (Dan e Alice, Larry e Anna), devido ao envolvimento de Anna e Dan. Larry não aceita bem o fim do relacionamento com Anna e decide se opor ao divórcio . Alice desaparece da vida de Dan e retorna à sua antiga vida de stripper. Quando Larry finalmente consegue marcar um novo encontro com Anna, oferece o divórcio em troca de uma última relação sexual. Anna cede a Larry, o que desencadeia o fim do relacionamento com Dan e a volta com Larry.

Dan, inconformado e em busca de respostas, vai até o consultório de Larry, que o humilha, ao demonstrar que conseguiu reatar com Anna por ser mais maduro e pelas atitudes infantis de Dan. Larry conta a Dan que se encontrou com Alice, por acaso, e que este deveria procurá-la, pois ela ainda o ama. Antes que Dan saia, Larry dá sua última cartada, ao contar que havia transado com Alice. Dan e Alice reatam o relacionamento. Todavia, o relacionamento de se desmancha de uma vez por todas devido à obsessão de Dan em saber de toda a verdade e a mágoa que Alice sente com toda esta situação embaraçosa.

Uma análise bem resumida de Closer, pelo menos no intuito de compreender seu título, é que a partir do momento em que duas (ou mais pessoas, neste caso) se envolvem amorosamente de forma tão intima, o limiar da privacidade de cada indivíduo se torna uma zona de risco. Nesse contexto, qualquer atitude mais invasiva ou impulsiva pode ser o ponto de partida para um trauma. Talvez por isto alguns relacionamentos tenham em seu fim uma situação definitiva.

Um ótimo filme, porém sem final feliz. Como ponto a favor fica a visão de autor bem realista, que busca no íntimo das pessoas um sentido para as relações amorosas.

Prepare a pipoca e alugue este filme para o final de semana. Você não se arrependerá. Mas tire as crianças da sala.

Mulheres à beira de um ataque de nervos narra as angústias de Pepa, uma mulher que está prestes a ver seu amante Ivan partir em uma viagem com outra mulher. Enquanto Pepa tenta desesperadamente conseguir falar com Ivan na ilusão de ainda poder salvar o relacionamento, outras situações inusitadas aconteçem simultaneamente, levando o filme para um ambiente de caos e comédia.

Pepa, a protagonista do filme em uma cena em que totalmente descontrolada emocionalmente ateia fogo ao colchão.

Situações inusitadas aconteçendo simultanemente marcam presença durante todo o filme, surgindo quase na maioria das vezes de acasos e desencontros entre os personagens. Vários conflitos acontecem simultaneamente na vida dos personagens, alguns conexos, outros nem tanto.

Confusão na casa de Pepa (vivida pela atriz Carmem Maura). Da esquerda para a direita, no sofá, o segundo homem sentado Antonio Banderas, que interpreta o personagem Carlos.

Pepa concentra esforços em tentar salvar seu relacionamento amoroso, antes que Ivan viaje. A amiga dela, Candela, tenta incansavelmente encontrá-la pois precisa de ajuda para sair de uma enrascada em que se meteu devido a um envolvimento amoroso com um terrorista xiita. A ex-esposa de Ivan planeja secretamente matá-lo. Carlos, filho de Ivan, acompanhado de sua noiva Marisa conhece Pepa no momento em que vai até o apartamento dela atraído por um anúncio de aluguel, e sente se atraído por Candela. Marisa, notando alterações no comportamento de Carlos faz várias cobranças a respeito da solidez do relacionamento dos dois e acaba tomando uma bebida batizada de soníferos que Pepa havia preparado para Ivan. Pepa vai à procura de uma advogada feminista que possa ajudar Candela. A advogada (que mais tarde descobrirá-se ser a mulher que viajará com Ivan) nega ajudar Candela, pois está de partida, e leva uma bofetada de Pepa.

Candela conta a Carlos sobre o plano dos terroristas de cometerem um atentado e viajarem para Estocolmo, o que faz com que ele ligue para a polícia. Esta ligação, ao contrário do que Carlos havia imaginado acaba atraíndo a polícia, que encontra Marisa desmaiada no apartamento de Pepa e a interroga sobre os terroristas e sobre a moça desmaiada. Candela e Carlos preparam um gazpacho com soníferos para os policiais. Lúcia, a ex-esposa de Ivan, aproveita o momento em que os policiais adormecem e vai ao aeroporto atrás do ex-marido na ansia de matá-lo. Por fim, Pepa consegue salvar a vida de Ivan, este ao que parece, muda de idéia e tenta voltar atrás na relação com Pepa, mas ela diz a ele que não há mais volta, que só foi até lá para salvar-lhe a vida. Por fim, Pepa retorna ao apartamento, onde estão os policiais desmaiados e Carlos e Candela deitados abraçados no sofá. Neste momento, não resta muito a fazer a não ser descansar e voltar ao cotidiano. Quando Marisa acorda, vê juntos seu noivo e a amiga de Pepa, que promete explicar tudo a ela no dia seguinte. As duas então começam a conversar, como duas amigas íntimas e o filme tem seu fim.

Nesse contexto de caos generalizado, apesar do telespectador talvez aguardar um final hollywoodiano óbvio e tradicionalista, onde alguma coisa de surpreendente deve acontecer, o filme termina assim, da maneira mais realísta possível, com a volta da protagonista a sua vida cotidiana em seu próprio apartamento, que decide não mais alugar. Álmodovar não poderia ter dado um título melhor à sua obra.

Mulheres à beira de um ataque de nervos penetra como uma furadeira em busca da essência da mente feminina, seus anseios, mágoas, medos, alegrias… paixões. A estética do filme perpassa um mundo alegremente latino, cheio de cores vibrantes e personalidade expansiva. Ao contrário da personalidade dos personagens ingleses, os personagens deste filme não se acanham em exprimir seus sentimentos. Contudo, as mulheres são o ponto de interesse mor da estória. A partir do momento em que são desnudadas (não seus corpos, mas suas mentes) realça-se o âmago do coração feminino, que é o de entregar-se e sofrer por amor.

Para quem espera por um filme extremamente divertido, mas que ao mesmo tempo tenha um roteiro bem tecido, esta obra é uma excelente indicação. O espectador deve preparar-se para assistir a um filme com estética criativa, porém bastante peculiar. Deve abrir se a uma experiência totalmente nova, onde não há espaço para preconceitos, sob pena da obra sofrer um desmérito, não por suas fraquezas, mas pela possibilidade de uma visão distorcida do leitor.

Vale muito a pena assistí-lo. Extremamente divertido. Surpreendentemente inteligente e nada superficial.